logo-leitura-dinamica.jpg









Leitura Dinâmica
Amulher%20lendo leitura dinâmica consiste numa série de exercícios que tem por objetivo melhorar a leitura, aumentar o número de palavras lidas em menos tempo. Além da quantidade, a leitura dinâmica também visa a qualidade da leitura, ou seja, o leitor deve memorizar mais e também se submeter a mais tempo de leitura, tendo de se concentrar mais naquilo que lê.
         
Os estudos sobre leitura dinâmica começaram ainda no século XIX, mas foi nos anos de 1950 que se disseminou pelo mundo, e nos dias de hoje, nos quais a demanda de conteúdo para leitura é enorme, é bom que se adquira métodos para agilizar a leitura sem comprometer a retenção do conteúdo lido. Para se aperfeiçoar é necessário treinar e praticar uma série de exercícios constantemente para ler cada dia melhor e mais rápido.
 
Trata-se de métodos que facilitam a leitura de textos, tornando-a mais rápida e aumentando a concentração e a retenção do conteúdo pelo leitor. Esse tipo de leitura consiste na prática de alguns exercícios mentais para tirar vícios de leitura lenta, como a sub-vocalização (oral e mental), leitura linear e a desatenção.
 
É importante ressaltar que a medida que retemos melhor as informações lidas maior é nosso entendimento do conteúdo. Muitas vezes o motivo pelo qual nossa leitura é deficiente está na base da alfabetização, o fato de aprendermos a ler falando, produzindo o som de cada sílaba oralmente, torna a leitura, pelo resto da vida, deficitária. E por isso algumas pessoas não conseguem entender e memorizar direito o que leem.
 
A leitura dinâmica, portanto, ajuda a superar esse vício de vocalizar as palavras lidas (consciente ou inconscientemente), aumentando a velocidade do que se lê. É possível fazer isso, vendo  o texto através de blocos de palavras e compreendendo o seu significado geral ao invés de fazer  leitura linear. Porém para aperfeiçoar-se na leitura dinâmica é preciso exercitar, ler os mais diversos tipos de textos, para que o vocabulário se torne mais extenso, pois muitas pessoas leem devagar e não entendem o que é lido porque não tem o hábito de ler.
 
Todos nascemos com a capacidade de ler rápido, porém é preciso aperfeiçoá-la, mudando o método de leitura, praticando exercícios e lendo cada dia mais. Só assim é possível ler dinamicamente, memorizar em maior quantidade e qualidade. No entanto, é necessário ter em mente que não se deve ler todo e qualquer texto utilizando esses métodos. Textos literários, por exemplo, não são recomendados, afinal eles requerem mais atenção, análise e tempo disponível. Mas  os jornais, revistas, relatórios e textos na internet pedem mais rapidez por serem mais dinâmicos.
 
A leitura dinâmica exige tempo daqueles que pretendem se aperfeiçoar nela. Tempo para aperfeiçoar a musculatura dos olhos, que precisam se acostumar a varrer textos cada vez mais rápido, e para treinar a velocidade de palavras que se lê por minuto. Para bons resultados nesse tipo de leitura não basta ler rápido, mas sim, usar técnicas de memorização e concentrar-se mais.
 
A média de palavras que podemos ler normalmente varia de 150 a 300 palavras por minuto, quando há treinamento da leitura dinâmica essa média pode aumenta até dez vezes, alguma pessoas chegam a ler quase 2000 palavras por segundo, o que é extraordinário, pois uma pessoa chega a esse patamar apenas exercitando-se e aperfeiçoando uma leitura que de início era medíocre.