fazendo leitura dinâmicaA leitura dinâmica consiste numa série de exercícios que tem por objetivo melhorar a leitura e aumentar o número de palavras lidas em menos tempo. Além da quantidade, a leitura dinâmica também visa a qualidade da leitura, ou seja, o leitor deve memorizar mais e também se submeter a mais tempo de leitura, tendo de se concentrar mais naquilo que lê.

Os estudos sobre leitura dinâmica começaram ainda no século XIX, mas foi nos anos de 1950 que se disseminou pelo mundo, e atualmente, nos quais a demanda de conteúdo para leitura é enorme, é bom que se adquira métodos para agilizar a leitura sem comprometer a retenção do conteúdo lido. Para se aperfeiçoar é necessário treinar e praticar uma série de exercícios constantemente para ler cada dia melhor e mais rápido.

Trata-se de métodos que facilitam a leitura de textos, tornando-a mais rápida e aumentando a concentração e a retenção do conteúdo pelo leitor. Esse tipo de leitura consiste na prática de alguns exercícios mentais para tirar vícios de leitura lenta, como a sub-vocalização (oral e mental), leitura linear e a desatenção.

É importante ressaltar que a medida que retemos melhor as informações lidas maior é nosso entendimento do conteúdo. Muitas vezes o motivo pelo qual nossa leitura é deficiente está na base da alfabetização, o fato de aprendermos a ler falando, produzindo o som de cada sílaba oralmente, torna a leitura, pelo resto da vida, deficitária. E por isso algumas pessoas não conseguem entender e memorizar direito o que leem.

A leitura dinâmica, portanto, ajuda a superar esse vício de vocalizar as palavras lidas (consciente ou inconscientemente), aumentando a velocidade do que se lê. É possível fazer isso, vendo o texto através de blocos de palavras e compreendendo o seu significado geral ao invés de fazer leitura linear. Porém para aperfeiçoar-se na leitura dinâmica é preciso exercitar, ler os mais diversos tipos de textos, para que o vocabulário se torne mais extenso, pois muitas pessoas leem devagar e não entendem o que é lido porque não tem o hábito de ler.

Todos nascemos com a capacidade de ler rápido, porém é preciso aperfeiçoá-la, mudando o método de leitura, praticando exercícios e lendo cada dia mais. Só assim é possível ler dinamicamente, memorizar em maior quantidade e qualidade. No entanto, é necessário ter em mente que não se deve ler todo e qualquer texto utilizando esses métodos. Textos literários, por exemplo, não são recomendados, afinal eles requerem mais atenção, análise e tempo disponível. Mas os jornais, revistas, relatórios e textos na internet pedem mais rapidez por serem mais dinâmicos.

A leitura dinâmica exige tempo daqueles que pretendem se aperfeiçoar nela. Tempo para aperfeiçoar a musculatura dos olhos, que precisam se acostumar a varrer textos cada vez mais rápido, e para treinar a velocidade de palavras que se lê por minuto. Para bons resultados nesse tipo de leitura não basta ler rápido, mas sim, usar técnicas de memorização e concentrar-se mais.

A média de palavras que podemos ler normalmente varia de 150 a 300 palavras por minuto, quando há treinamento da leitura dinâmica essa média pode aumenta até dez vezes, alguma pessoas chegam a ler quase 2000 palavras por segundo, o que é extraordinário, pois uma pessoa chega a esse patamar apenas exercitando-se e aperfeiçoando uma leitura que de início era medíocre.

Como surgiu a Leitura Dinâmica?

marcando livroA leitura dinâmica foi um método de estudo de Louis-Émille Javal, no século XIX, ele era oftalmologista e professor da Universidade de Sorbone, em Paris. Esse estudo, feito por Javal, focava-se nos movimentos que o globo ocular faz, servindo de instrumento para a mente na leitura das mensagens grafadas. O médico chega a conclusão de que os olhos podem ser treinados, tornando a musculatura do globo ocular cada vez mais rápida, e por conseguinte a leitura, tanto na horizontal quanto na vertical, também fica mais acelerada.

Através de observações dos problemas que as pessoas tinham com a leitura, Javal usa seus estudos oftalmológicos como ferramenta para melhorá-los. Sabe-se também que ele percebeu que exercitando os olhos nas leituras é possível aumentar o campo perceptivo na leitura, isso é, supera-se os vício da leitura linear e até mesmo da leitura repetitiva.

Já nos anos 50, do século XX, a professora americana Evelyn Wood, se interessou pelo estudo da leitura, e nesse processo percebeu que quando as crianças começavam a ser alfabetizadas elas adquiriam o vício da oralidade, por causa dos métodos de ensino. Ao serem educadas dessa maneira elas prejudicavam sua leitura pelo resto da vida, sendo fadada a lentidão. Para resolver esse problema a Sra. Wood desenvolveu uma série de exercícios para seus alunos que consistiam em treinar a agilidade da leitura. Esses exercícios tinham que ser feitos diariamente e os alunos exercitavam a musculatura do globo ocular visando ler em menos tempo o maior números de palavras através de blocos de significação, deixando de lado a vocalização e a sub-vocalização dos textos. Os alunos de Wood que treinavam conforme era pedido conseguiram depois de algumas dificuldades, superar o tempo inicial de leitura, e através desse estudo inaugurou-se a primeira escola de Leitura dinâmica da América.

Dessa forma, foram estudados pela primeira vez o problema da leitura e suas possíveis soluções. As alternativas utilizadas por esses dois pioneiros da leitura dinâmica foram muito importantes para as soluções que temos hoje. O sucesso dos exercícios criados por eles suscitou em novos estudos e outras técnicas baseadas nessas primeiras tentativas de melhorar a leitura.

Finalidade da Leitura Dinâmica

livro abertoA principal finalidade da prática da leitura dinâmica é transformar leitores com dificuldades de memorização, concentração e lentos em leitores mais eficientes. Apesar de treinar a velocidade da leitura, os leitores também aperfeiçoam a qualidade da leitura.

Os velhos hábitos de leitura devem ser substituídos conforme o leitor exercita as novas maneiras de ler. Disponibilidade de tempo é essencial, quem deseja se aperfeiçoar na leitura deve treinar todos os dias, fazer os exercícios necessários para ler dinamicamente e ter paciência, porque novos hábitos de leitura não são instantâneos, eles começam a aparecer paulatinamente.

O tédio que muitos leitores sentem ao ler, é um mal a ser curado pela leitura dinâmica, pois quando começam a praticar, eles não ficam mais sonolentos, afinal a leitura não fica monótona e com o tempo a concentração que ele adquiriu não o deixa dispersar em favor do sono ou cansaço que a leitura lhe causava antes.

Nos cursos de leitura dinâmica aprende-se basicamente, a treinar os movimentos oculares durante a leitura, acelerar o salto do olho para obter maior percepção, aprende-se a técnica da leitura espacial, práticas de fixação além da concentração, entre outros. A partir disso os leitores dinâmicos aprendem a ler de forma mais crítica, pois se concentram mais e abandonam o modo passivo de leitura.

O mais importante, entretanto, é a concentração e a memorização que se dá a partir da prática diária de exercícios quando alguém deseja ser um leitor dinâmico. Há possibilidade de ganhar velocidade na leitura captando o melhor dos textos e memorizando mais do que um leitor tradicional, que muitas vezes precisa ler a mesma coisa mais de uma vez para captar a mensagem.

Benefícios da Leitura Dinâmica

homens lendo na praçaA dinamicidade na leitura traz vários benefícios àqueles que a praticam. Em primeiro lugar, o leitor desperta para os problemas que existem na leitura dele e busca melhorar através de exercícios que envolvem a leitura diária.

Em segundo lugar essas práticas se tornam parte do dia-a-dia do leitor, ele consegue, assim, aumentar a velocidade da leitura enquanto sua capacidade de memorização do texto também aumenta. Em terceiro lugar, o ritmo acelerado de leitura permite que se leia mais, em menos tempo, o que aumenta o campo de conhecimento do leitor e seu vocabulário, afinal ele pode ter contato com uma quantidade extraordinária de textos sempre apreendendo o melhor deles, pois a leitura dinâmica dá ao leitor carga de conhecimento enquanto esse treina para se aperfeiçoar.

Por último, a leitura dinâmica oferece um bom ensinamento, ele começa a valorizar a concentração que se precisa cultivar para ter uma boa leitura de qualquer tipo de texto, a partir disso também é visível o valor que o leitor começa a dar para a memorização daquilo que lê, embora leia rápido, a concentração e as diversas táticas que exercita dão a ele uma capacidade crescente para apreender o conteúdo do que lê, consegue interpretar qualquer texto tirando dele sempre sua ideia central.

Assim a leitura dinâmica e seu estudo podem causar uma enorme mudança na maneira que se encara a leitura de certos gêneros de textos e até na produção deles, no caso dos textos jornalísticos, eles podem se tornar cada vez mais concisos porque são encarados como produções dinâmicas e devem ser lidos mais rapidamente.

Mas isso está sujeito a acontecer mais na internet, onde a demanda de textos e de leitores é exorbitante e pode aumentar muito nos próximos anos. Apesar de ser um estudo mais antigo ele pode auxiliar nessa nova realidade tecnológica onde há muita informação, tornando nosso acesso a ela mais rápido e menos complicado.

Exercícios para Leitura

livro antigoEm primeiro lugar, é preciso encontrar um lugar tranquilo para ler. Não pode haver barulho ou movimento de pessoas, para que a concentração seja a maior possível. O primeiro exercício recomendado visa vencer o vício da vocalização das palavras durante a leitura. Para isso recomenda-se que o leitor ponha entre os dentes um lápis ou caneta enquanto estiver lendo algo.

A partir desse método, a pessoa se conscientizará de seu vício e através da prática diária poderá vencê-lo e deixá-lo de lado. Quando isso acontecer, o leitor poderá ler as palavras apenas olhando e reconhecendo-as. Mas deve tentar ler as linhas o mais rápido possível a cada tentativa com o menor número possível de movimento dos olhos.

Tente fazer leituras sem focar nas palavras isoladas, exercite seus olhos para que consiga perceber um conjunto de palavras, esse bloco de palavras tem um significado, e através desse conjunto significativo que será interpretado o conteúdo do texto. Recomenda-se ler um texto pequeno cantando uma música mentalmente, o objetivo dessa atividade mental é mostrar ao leitor que ele deve perceber as palavras. No início, esse exercício confunde o leitor, mas com o tempo, ele se acostuma com a ideia da percepção das palavras e do significado do conjunto de palavras que transmitem uma mensagem.

Ler todos os dias praticando esses exercícios é essencial para uma aceleração da leitura, mas lembre-se, isso não é o suficiente, para se aprimorar de verdade é necessário se aprofundar no assunto. Esses exercícios são básicos, apenas o suficiente para ter consciência dos vícios e retrocessos que existem em nossa leitura e tentar melhorá-la.

Existem níveis de velocidade de leitura, a partir do tempo que se gasta lendo um texto de x palavras é possível fazer uma média de quantas palavras você lê por minuto. Tendo esse resultado pode-se saber se você um leitor dinâmico, se está perto disso ou se precisa melhorar. No caso, se uma pessoa lê menos de 150 palavras por minuto ela está em um nível muito baixo, dessa forma ela poderia perder, por causa da lentidão da leitura, o foco do texto. Quando consegue-se ler entre 150 e 299 palavras por minuto, é em média o que um leitor acadêmico consegue ler, mas ainda é insuficiente se quem ler pretende ter um nível de leitura mais competitivo.

Já uma leitura que alcança entre 300 e 499 palavras por minuto está claramente acima da média, porém para quem quer obter um tipo de leitura dinâmica deve se esforçar mais para conseguir maior velocidade. Uma pessoa que consegue ler entre 500 e 1000 palavras consegue alcançar uma velocidade de leitura que pouquíssimas pessoas conseguem, e não para por aí, elas podem melhorar essa marca com muita facilidade. Quem pode ler mais de 1000 palavras por minuto, não é mais um leitor dinâmico básico e pode conseguir aumentar rapidamente para mais avançados em programas de estudos com esse fim.

Os maiores objetivos dos exercícios são aumentar a velocidade de leitura, ler o maior número de palavras com menos movimento do globo ocular, o que ocorre quando tenta-se ler visualizando o centro das palavras, ou blocos de palavras. A partir disso, consegue adquirir uma aceleração visual.

A aceleração compreensiva pode ser aprimorada também. Para isso você precisará, constantemente, marcar o tempo que demora para ler um texto em uma velocidade que te permita entendê-lo, antes de ler é importante contar a quantidade de linhas que contém. Com o passar do tempo você deverá ler textos maiores gastando o mesmo tempo (ou diminundo-o), porém visando a compreensão, ou seja, não adianta ler rápido se não captou as idéias centrais dos textos lidos, é importante que a velocidade aumente, mas entender o que se ler é essencial.